Vaselina Sólida para montagem de pneus: desmistificando o uso do produto

Ao realizarmos uma simples busca na internet sobre o tema deste texto, encontramos muitas publicações condenando o uso da vaselina sólida para montagem de pneus ou o uso da vaselina líquida para pneu.

A CADIUM é uma empresa fabricante da vaselina sólida industrial além de comercializar uma enorme gama de vaselina líquida industrial em diversos graus de viscosidades, então, sem querer de forma alguma “defender o nosso peixe”, a seguir vamos tentar desmitificar o uso do lubrificante para montagem de pneus.

Lubrificante para montagem de pneus: o que saber a respeito?

Primeiramente vamos esclarecer o motivo da necessidade do uso do lubrificante para a montagem de pneus.

O uso do lubrificante para pneus se deve pela necessidade de facilitar o assentamento dos talões dos pneus nos aros das rodas, tanto para os processos manuais como os automatizados. O deslize proporcionado pelo lubrificante para montagem de pneus reduz a necessidade do emprego de altas pressões, contribuindo para preservar os talões. Normalmente o lubrificante para pneus apresenta alta lubricidade, uma fácil aplicação, proporciona o perfeito deslizamento entre o aro e o pneu, sendo um produto indicado para aplicação onde se necessita de uma lubrificação temporária, ou seja, sem a necessidade de aditivações específicas.

 Nunca use óleo ou vaselina na troca de pneus

Voltando ao tema deste texto, informamos que é fácil encontrar na internet afirmações como a acima: “nunca use óleo ou vaselina na troca de pneus”.

Ao aprofundarmos no que tal afirmação diz, recebemos a informação que não devemos usar a vaselina líquida no pneu ou a vaselina sólida para montar pneus, pelo fato de em um caso de uma frenagem de emergência, o pneu pode girar sobre a roda e provocar um acidente. E como complemento e “abominando” o uso da vaselina sólida lubrificante, indicam o uso de produtos de base vegetal ou de “base água”, no caso, sabões.

Srs. façam um teste muito simples: passem em um piso cerâmico uma boa quantidade de vaselina sólida industrial, em outro pedaço apliquem a vaselina líquida para pneu, em outra parte, usem um pouco de óleo vegetal, e por último passem sabão, detergente, ou algum tipo de desengraxante em outra parte. A seguir caminhem sobre estas superfícies e respondam qual destas os Srs. não irão escorregar. Com certeza todas as superfícies ficarão lisas e escorregadias.

O que queremos dizer com isso, é que o problema da banda escorregar não está no tipo de lubrificante utilizado e sim no volume de produto que é empregado, pois uma simples pincelada de vaselina sólida ou de vaselina líquida na borda interna do pneu, não tem o poder de propiciar o desprendimento da roda de um pneu fortemente pressurizado. O que normalmente ocorre, e vemos muito isso nas trocas de pneus de motocicletas, é que o borracheiro coloca uma quantidade grande de lubrificante para a montagem do pneu, onde este acaba escorrendo para a lateral da banda de rodagem, e se o motoqueiro faz uma curva muito inclinada, este lubrificante em excesso acaba causando um acidente, com a derrapagem do pneu.

Então o problema não é o “nunca use óleo ou vaselina na troca de pneus”, e sim o de “nunca usar o lubrificante para montagem de pneus em excesso”, qualquer que seja este lubrificante.

Grande parte das pastas para montagem de pneus de base vegetal são formuladas com ácidos graxos vegetais, glicerina ou óleos vegetais, ou seja, irão propiciar uma lubrificação e um deslizamento similar à proporcionada pela vaselina sólida para desmontar pneus.

Cabe informar que a vaselina sólida lubrificante é um produto de consistência pastosa que possui um ponto de fusão próximo à 60º C, ou seja, acima desta temperatura ela se torna líquida. Com isso, o seu uso como lubrificante pneumático não tem restrições, pois esta operação é feita à temperatura ambiente.

Lubrificante e Vaselina para Borracharia

A vaselina para borracharia é um produto que vem sendo utilizado a muitos anos pelos borracheiros, então dizer que é um produto perigoso ou agressivo ao usuário, trata-se de uma inverdade, pois caso fosse, a sua comercialização estaria proibida pelos Órgãos de Fiscalização.

Como vimos acima, a utilização de um produto de origem mineral como a vaselina industrial para montar pneus ou um de origem vegetal como a pasta para montagem de pneus é uma opção do usuário, ou uma ação de marketing do fabricante do produto. Efetivamente todos os produtos utilizados como lubrificante para montagem de pneu precisam possuir uma eficiente ação lubrificante e facilitar o deslizamento. Qualquer “coisa” diferente disso, denegrindo ou valorizando este ou aquele produto, é pura ação de marketing. O que deve ficar claro para todos é o cuidado no uso do lubrificante para montagem de pneus, para que este não seja aplicado com excesso. Só para completar, há fabricantes de vaselina sólida industrial comercializando o produto em um consistência extremamente dura, afirmando que tal produto tem tal característica para evitar o escorrimento. Podemos dizer que se o borracheiro resolver passar parafina, a nossa conhecida vela palito, nas bordas dos pneus, ele também encontrará um produto que irá gerar lubricidade e deslizamento, apesar de seu uso não ser muito prático. Ou seja, há vários produtos que podem ser utilizados como lubrificante para montagem de pneus.

A Vaselina Sólida agride borracha? 

Muitas pessoas e lavadores de carros utilizam o famoso “pretinho” para “lustrar” e dar brilho aos pneus. Tal produto normalmente é constituído de silicone ou glicerina, que não é absorvido pelo pneu e por isso deixa-o por muito tempo com a aparência limpa e brilhante. O problema da banda lateral lubrificada que acima mencionamos, se agrava com o uso deste produto, algo pior em relação à “algumas pinceladas” da vaselina sólida lubrificante nos talões dos pneus.

Passem a vaselina líquida ou a vaselina sólida lubrificante na banda lateral dos pneus e vejam o que ocorre. Inicialmente ela ficará brilhante igual ao uso do “pretinho de silicone”. Com o passar do tempo, o pneu se tornará opaco. O motivo disso é porque o pneu é constituído de borracha natural entre outras misturas de elastômeros, e esta acaba absorvendo os produtos constituídos de hidrocarbonetos como o óleo mineral e a vaselina sólida.

Então respondendo ao questionamento acima, a vaselina sólida industrial ataca a borracha, principalmente a borracha natural, mas em uma troca de pneu a quantidade de vaselina sólida lubrificante utilizada é tão pequena, e durante a vida útil de um pneu, as remoções da roda para reparo são poucas e espaçadas, que considerar que tal produto faça algum dano à borracha dos pneus seria uma afirmação leviana. Com certeza a querosene utilizada em muitas lavagens tem um potencial de dano muito maior ao pneu.

Saiba que um lubrificante para montar pneus a base de óleos vegetais não irá impedir os problemas acima mencionados, só por estar utilizando uma matéria-prima de base vegetal. Os seus produtores afirmam que se trata de um produto não agressivo para a borracha e a roda. Como explicado acima, a vaselina sólida também não interfere na borracha do pneu e sabemos que tanto a vaselina líquida como a vaselina sólida lubrificante, são excelentes protetores contra a oxidação e, portanto, também não atacam o metal das rodas. Para lubrificar pneus, se um produto é biodegradável ou não isso pouco importa, pois como esclarecido acima, a quantidade de lubrificante usada nos talões dos pneus é tão pequena, que uma lavagem só seria necessária, se o borracheiro fosse descuidado e “meleca-se” toda a banda lateral do pneu com o lubrificante. A propósito, um borracheiro de qualidade geralmente lava com sabão o pneu após o reparo, removendo assim qualquer vestígio do lubrificante para montagem de pneus que ele utilizou.

Esperamos que com este texto tenhamos conseguido desmistificar um pouco os comentários negativos que encontramos na internet sobre o uso vaselina sólida para montar pneus.

Saiba que a CADIUM possui uma linha completa de produtos para o uso por borracharias e empresas especializadas na comercialização de pneus. Disponibilizamos desengraxante industrial altamente concentrado e eficiente, sabonete líquido para as mãos de rápida ação, vaselina sólida para montagem de pneus, pasta de montagem de pneus, entre outros produtos. Entre em contato com a CADIUM através do nosso telefone 11-4047-9292 pelo WhatsApp 11-97587-7837, ou pelo e-mail cadium@cadium.com.br.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *