Fábrica de Lubrificantes Industriais

Os lubrificantes se apresentam em diferentes formas, podendo ser líquido, gasoso, sólido ou semissólido. Cabe informar que muitas substâncias podem desempenhar uma ação de lubrificação de um processo, com por exemplo a água e até a areia.

Em uma fábrica de lubrificantes industriais também encontramos lubrificantes provenientes de fontes diversificadas como os de base mineral (derivados do petróleo), de origem vegetal ou animal, além dos de origem sintética (produzidos através de síntese química ou petroquímica), além de lubrificantes que são constituídos da mistura de uma ou mais destes derivados (gerando os lubrificantes compostos).

A importância dos aditivos na formulação de um lubrificante

Devido à esta diversidade de bases que podem ser utilizadas na fabricação dos lubrificantes, é fácil entender que para determinando tipo de operação o lubrificante gerado poderá não atender às necessidades de uso, como por exemplo, possuir uma maior resistência ao aumento da pressão ou da temperatura de trabalho, um melhor desempenho quando submetido às baixas temperaturas, uma maior resistência à oxidação, entre outras características.

Para suprir esta deficiência, que a grande maioria dos lubrificantes recebem uma carga específica de aditivos com o objetivo de melhorar o seu desempenho para a aplicação em que será utilizado. Em resumo podemos dizer que os aditivos são utilizados para minimizar as características indesejáveis dos lubrificantes e realçar a qualidades desejáveis.

Uma fábrica de lubrificante deve ficar atenda à evolução tecnológica dos equipamentos, pois estes exigem uma lubrificação mais complexa para suportar as elevadas pressões de trabalho, as altas velocidade das operações, além de ter a obrigação de evitar os desgastes das peças, prolongando a sua vida útil e propiciando o aumento do desempenho do equipamento. Para isso, a fábrica de lubrificantes precisa desenvolver produtos que não se degradem facilmente e se mantenham estáveis quimicamente durante um longo período de uso, algo que só é possível com a adição de aditivos ao óleo base.

Conhecendo os aditivos usados em uma Fábrica de Lubrificantes

Devemos informar que há uma gama enorme de aditivos disponíveis no mercado. Muitos aditivos são produzidos especificamente para o atendimento de um determinado tipo de equipamento ou determinada operação. Não temos a pretensão neste texto de fazer uma dissertação sobre todos os tipos de aditivos usados em uma fábrica de lubrificante, tanto de uso industrial como automotivo. Não vamos mencionar as características e funções de alguns aditivos utilizados em uma fábrica de óleo lubrificante, mas apenas ressaltar a importância do seu uso.

Cabe esclarecer também que o uso de um aditivo colocado em um lubrificante dependerá da situação em que este é empregado e do rendimento esperado para tal função / aplicação.

Quando uma fábrica de lubrificante investe na adição de aditivos na composição de seu produto, ela o faz com o intuito de prolongar a vida útil das máquinas e equipamentos e do próprio lubrificante. O aditivo em um lubrificante ajuda a evitar o desgaste, algum que normalmente ocorre com o uso de um lubrificante simples, convencional, sem aditivação.

Descobrir um problema de lubrificação em uma máquina ou em um processo é uma tarefa que carece de uma análise minuciosa, pois cada situação demanda a adição de um aditivo diferente, e a fábrica de óleo lubrificante de qualidade consegue detectar qual será o aditivo mais indicado para a melhoria do desempenho do equipamento.

Este aditivo poderá ser um para evitar o desgaste, a pressão e a formação de ranhuras nas superfícies metálicas, formando uma fina película protetora para redução do atrito. Tal aditivo chamado de E.P. (extrema pressão) é muito utilizado em componentes de equipamentos que são submetidos à elevadas pressões.

Os aditivos antiespumantes possuem grande participação na grande maioria dos lubrificantes. A fábrica de óleos lubrificantes tem conhecimento de que a formação de espuma afeta o desempenho da lubrificação e do resfriamento que um lubrificante exerce no processo, pois a espuma é um isolante térmico. O excesso de espuma em um lubrificante fará com que a temperatura se eleve, o que poderá comprometer a operação do lubrificante e do equipamento, e por isso o aditivo antiespumante é muito está presente em muitos lubrificantes.

A corrosão é um dos problemas que mais afetam a durabilidade de um equipamento, e muitas corrosões ocorrem motivadas por reações químicas decorrentes do próprio processo do equipamento. A fábrica de lubrificantes utiliza aditivos anticorrosivos para inibir a oxidação, onde este reage com o oxigeno e evita que metal seja oxidado. Eles também neutralizam contaminantes ou substâncias ácidas presentes no próprio óleo.

A adição de aditivos antioxidantes por parte da fábrica de lubrificantes industriais tem por objetivo impedir a propagação da oxidação do óleo básico, contribuindo assim para  retardar esse processo e evitar o desenvolvimento de borras. Em resumo podemos dizer que os aditivos antioxidantes aumentam a vida útil do óleo, assegurando sua eficiência e desempenho por um maior período.

O dilema da Fábrica de Lubrificante

Como cada tipo de máquina ou aplicação exige distintos níveis de desempenho dos lubrificantes, é necessário que se saiba quais funções cada aditivo exercerá em cada processo, e em qual quantidade, para se consiga a perfeita lubrificação do equipamento ou processo, e este é o principal dilema da fábrica de lubrificante: aditivar corretamente o produto.

Para o desenvolvimento de um lubrificante, deve-se saber quais são as necessidades de cada máquina ou processo, e é obrigação da fábrica de lubrificantes de conhecer os principais aditivos disponibilizados no mercado e saber adicioná-los adequadamente ao lubrificante. As máquinas e equipamentos estão evoluindo em uma velocidade assustadora, e lubrificantes de elevada qualidade desenvolvidos e utilizados a 10 ou 20 anos atrás, hoje são considerados ineficientes e muito desta afirmação está pautada na evolução tecnológica dos aditivos, onde compostos utilizados no passado hoje são considerados agressivos ao meio ambiente e ao operador e com o seu uso proibido no emprego de alguns lubrificantes. Como exemplo podemos citar o alcarel utilizado em óleo isolante, a parafina clorada em óleo de corte, o nitrito em óleo solúvel, entre outros aditivos.

Os aditivos em um lubrificante: o amigo oculto que poucos conhecem

É fato que os lubrificante são produtos que maximizam o desempenho de cada equipamento, máquina ou processo, sendo que cada um possui diferenças e necessidades distintas. Com isso, podemos dizer que não há um lubrificante único para qualquer tipo de equipamento ou processo, e somente uma aditivação correta e específica do óleo base é que permite o obtenção de um lubrificante que possa gerar o melhor desempenho do sistema. A fábrica de lubrificante além de se preocupar com a produção do lubrificante mais adequado para cada processo, que permita a obtenção do melhor desempenho do equipamento, também tem a responsabilidade de proporcionar qualidade e segurança no ambiente de trabalho. Hoje, a utilização pela fábrica de lubrificantes de aditivos não agressivos ao ambiente e ao operador é uma condição primordial para a existência da empresa, e a indústria de aditivos está a cada dia buscando alternativas cada vez mais eficientes e oriundas de fontes renováveis, para atender à constante chegada de novos equipamentos no mercado com novas tecnologias e sistemas de lubrificação cada vez mais complexos.

Hoje a aquisição de um lubrificante junto a uma fábrica de lubrificante tem que ser algo que ultrapasse a simples análise comercial do valor do produto. Há de haver uma relação de confiança e de credibilidade, pautada rigorosos padrões de qualidade e testes de campo que somente uma fábrica de lubrificantes de qualidade é capaz de proporcionar.

Saiba que a CADIUM é uma fábrica de lubrificantes industriais com mais de 25 anos de atuação no mercado nacional, produzindo produtos para a manutenção fabril de elevada qualidade, alto desempenho e custo competitivo. Se você está à procura de um lubrificante industrial, um desengraxante industrial ou outro produto para a manutenção de sua unidade fabril, não deixe de consultar a CADIUM. A nossa equipe de colaboradores está prontamente preparada para melhor atendê-lo e indicar o melhor produto para a sua necessidade. Consulte a CADIUM.

 

YouTube video

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *