Óleo Básico Parafínico

Como é feita a Classificação dos Óleos Básicos?

A API – American Petroleum Institute junto com a ATIEL – Association Technique de L’Industrie Europeanne des Lubrifiants são duas das instituições que contribuiriam para realizar a classificação dos óleos básicos. O tipo de refino e a técnica envolvida no processo, além das matérias-primas utilizadas na refinação é que definem a classificação dos óleos básicos. A classificação dos óleos básicos atualmente é dividida em cinco grupos, nomeados de:

  • óleo básico grupo 1,
  • óleo básico grupo 2,
  • óleo básico grupo 3,
  • óleo básico grupo 4
  • óleo básico grupo 5.

Na classificação dos óleos básicos, os óleos básicos parafínicos obtidos pelo processo que possuem um menor número são os que apresentam maior quantidade de impurezas, sendo que à medida que o número do grupo aumenta, eleva a qualidade do óleo, sendo que os produtos obtidos pelos processos do grupo 4 e grupo 5 são considerados óleos sintéticos.

Os óleos básicos que sofrem processo químico de tratamento são classificados no grupo 4 e 5 deixam de serem considerados óleos básicos minerais e são chamados de óleos lubrificantes sintéticos. Os tratamentos que ocorrem nas refinarias dos Grupos 1, 2 e 3 têm por objetivo remover as impurezas do petróleo, ampliando a estabilidade e o desempenho do óleo básico parafínico, mas na classificação dos óleos básicos eles ainda não são considerados óleos sintéticos, apesar de alguns formuladores de lubrificantes automotivos que utilizam óleo básico do grupo 3, comercializam o seu produto como sendo um óleo sintético.

Os óleos básicos parafínicos obtidos por diferentes refinarias não são quimicamente idênticos, o que gera problemas para o fabricante de lubrificante, e para padronizar os produtos gerados a API – American Petroleum Institute junto com a ATIEL – Association Technique de L’Industrie Europeanne des Lubrifiants normatizaram os parâmetros de índice de viscosidade, teor de enxofre e teor de saturados, criando a classificação dos óleos básicos.

O que é um Óleo Básico do Grupo 1?

A refinaria de Duque de Caxias da Petrobras onde é produzida a maioria dos óleos básicos parafínicos comercializados no Brasil, é uma refinaria do Grupo I e por tanto só produz óleo básico do grupo 1. O óleo básico do grupo 1 é um derivado de petróleo com uma menor refinação e consequentemente um produto que apresenta uma maior quantidade de impurezas. Um teor de enxofre mais elevado e um menor teor de compostos saturados são alguns dos contaminantes existentes em um óleo básico do grupo 1.

Por ser um dos primeiros processos de refino do petróleo, o óleo básico do grupo 1 ainda tem grande presença no mundo e é muito utilizado na fabricação de lubrificantes automotivos. O óleo básico do grupo 1 produzido nas refinarias nacionais apresenta um índice de saturação que pode chegar a 67%, o que significa que 33% do produto gerado contêm impurezas que podem prejudicar o desempenho de um equipamento.

Apesar do óleo básico do grupo 1 apresentar de possuir elevados índices de impureza, ainda é muito utilizado na fabricação de lubrificante, como óleo para a produção de borrachas entre outras aplicações, devido ao seu baixo custo em relação aos óleos básicos parafínicos obtidos por processos mais modernos. O óleo básico parafínico obtido com a utilização de solvente no processo de refino recebem a classificação de óleo básico do grupo I.

O que é um Óleo Básico Parafínico?

O óleo básico parafínico é um hidrocarboneto que apresenta uma estrutura molecular em forma de corrente e devido a esta característica estrutura, é um produto que apresente menores alterações da viscosidade com o aumento da temperatura e por isso, é largamente utilizado na fabricação de lubrificantes automotivos. Por apresentar uma alta estabilidade térmica e um elevado índice de viscosidade, o óleo básico parafínico é muito empregado pelas indústrias de elastômeros e fabricante de borrachas como plastificante, o chamado óleo plastificante para borracha ou óleo parafínico para borracha.

O óleo básico parafínico é a essência da fabricação de um lubrificante industrial devido a sua elevada capacidade limpeza, proteção e lubrificação das peças motores e equipamentos. Quando da utilização e um óleo básico parafínico observa-se que ele apresenta uma menor variação da viscosidade e uma mínima oxidação com a elevação da temperatura, mas é um óleo básico mineral que tem o seu comportamento comprometido quanto submetido a baixas temperaturas, onde as parafinas contidas em sua composição tendem a se sedimentar, comprometendo o seu desempenho.

Uma das formas para se descobrir a composição de um óleo básico mineral é realizando a análise do índice de viscosidade, onde um óleo básico parafínico apresentará um resultado entre 80 e 120, sendo que um óleo básico naftênico apontará um resultado entre 50 e 60. O óleo mineral básico parafínico é contem 15 ou mais átomos carbonos unido às moléculas de hidrogênios, recebendo o nome de hidrocarboneto parafínico. O óleo básico produzido através do petróleo processado pelo refino de gasóleo da destilação a vácuo ou de óleos desfaltados são classificados em óleo básico parafínico e óleo básico naftênico.

Óleo Mineral de Base Parafínica e Óleo Mineral de Base Naftênica: quais as diferenças?

A cadeia carbônica do óleo mineral de base parafínica tem o formado de corrente (linear), enquanto o óleo mineral de base naftênica tem estrutura molecular em forma de ciclos (anel). Tanto o óleo mineral de base parafínica como o óleo mineral de base naftênica possuem em sua composição compostos de base parafínica, naftênica e aromática, sendo que o maior volume destes compostos no produto é que determina se este é um óleo mineral parafínico ou um óleo mineral naftênico.

O óleo mineral de base naftênica é menos estável que o óleo mineral de base parafínica e apresenta uma pior compatibilidade com materiais sintéticos e elastômeros. Excelente propriedade de não congelamento à baixa temperatura é característica do óleo mineral de base naftênica, qualidade não encontrada no óleo mineral de base parafínica. A densidade é uma das análises para determinar a origem de um óleo básico, pois um óleo mineral naftênico apresenta uma densidade mais elevada em relação ao óleo mineral parafínico de viscosidade similar. A resistência a oxidação é uma das melhores propriedades que um óleo mineral de base parafínica possui algo que é muito baixa no óleo mineral de base naftênica.

A Densidade do Óleo Parafínico pode ser utilizada para definir a origem do produto?

A melhor maneira de se observar se um óleo básico mineral é um óleo parafínico ou um óleo naftênico é realizando a análise do índice de viscosidade. Medindo-se as viscosidades de um óleo em duas temperaturas diferentes e com o uso de uma tabela, obtêm-se o índice de viscosidade de um óleo naftênico, cujo resultado aponta entre 50 e 60 e o índice de viscosidade de um óleo parafínico apresenta um resultado entre 80 a 120. A densidade do óleo parafínico pode servir como parâmetro para se identificar a origem do produto, caso não se possua outras análises para realizar a comparação.

Comparando um óleo básico mineral de uma mesma viscosidade, normalmente a densidade do óleo parafínico é menor que a densidade de um óleo naftênico. Para uma análise feita à 20ºC nos óleos básicos de baixa e média viscosidade, a densidade de um óleo parafínico deverá se apresentar entre 0,830 e 0,860 g/l, enquanto a densidade de um óleo naftênico normalmente apresentará um resultado superior a 0,900 g/l. A análise da densidade do óleo parafínico em comparação à densidade do óleo naftênico é uma forma de descobrir a origem de cada produto, mas deve se deixar claro que se trata de uma análise especulativa e sujeita a erros.

Óleo Parafínico Características e Propriedades

O óleo parafínico tem a característica de possuir uma menor variação da viscosidade com o aumento da temperatura em relação ao óleo naftênico. Em termos de toxidade o óleo parafínico tem característica de ser menor tóxico que o óleo mineral naftênico. A densidade mais baixa do óleo parafínico é característica deste produto quando comparada ao óleo básico naftênico.

No óleo parafínico é característica a sua boa compatibilidade com os elastômeros. O comportamento em baixas temperaturas é muito deficiente em um óleo parafínico, característica que é muito boa em um óleo mineral de base naftênica. Ponto de Fulgor elevado e elevada resistência à oxidação são propriedades encontradas óleo mineral parafínico.

YouTube video

Óleo Parafínico para Borracha

O óleo parafínico apresenta excelentes propriedades de compatibilidade com diversos tipos de borrachas e elastômeros e por isso é chamado de óleo parafínico para borracha, óleo extensor para borracha, óleo plastificante para borracha ou óleo de processo parafínico.  Na fabricação de plásticos e borrachas estendidas o uso do óleo parafínico para borracha se faz presente em diversos processos.

O óleo parafínico para borracha é considerado um aditivo no processamento da borracha, sendo adicionado na mistura, não comprometendo a sua composição e resultando em uma melhora no processo e do acabamento do produto.

A adição do óleo parafínico para borracha transforma as propriedades físicas do elastômero propicia uma maior flexibilidade durante a sua utilização e um maior alongamento das fibras. Uma maior facilidade para realizar o processo de desmoldagem ocorre quando se emprega na formulação um óleo parafínico para borracha de elevada qualidade. O óleo parafínico para borracha tem a excelente característica de ser compatível com diversos tipos de elastômeros.

Óleo Lubrificante Básico Parafínico: quais os tipos?

O óleo lubrificante básico parafínico é classificado de acordo com a viscosidade do óleo medido à 40ºC em cSt (Centistokes). No Brasil a Petrobrás disponibiliza como óleo lubrificante básico parafínico as seguintes frações: 10 cSt (óleo spindle 60), 12 cSt (óleo spindle 70 ou óleo mineral OPPA), 32 cSt (óleo neutro leve), 44 cSt (óleo neutro médio 220), 56 cSt (óleo mineral neutro médio 300), 100 cSt (óleo neutro pesado), 460 cSt (óleo bright stock 460), 500 cSt (óleo bright stock 500) e o 1100 cSt (óleo cilindro I ou óleo cylinder).

O óleo neutro pesado é o óleo lubrificante básico parafínico mais utilizado par a fabricação dos lubrificantes automotivos de base mineral. O óleo para máquina de costura doméstica é um óleo lubrificante básico parafínico não aditivado fabricado com o óleo spindle 60 puro.

O óleo hidráulico mineral é formulado através da mistura o óleo lubrificante básico parafínico com aditivos, sendo que a fração mais utilizada é a do óleo neutro médio 300. O óleo bright stock 500 é o óleo lubrificante parafínico utilizado na fabricação do óleo para as caixas de câmbio dos automóveis e dos lubrificantes para engrenagens e rolamentos industriais.

O lubrificante básico parafínico com grande utilização no seguimento do agronegócio é o óleo spindle 70 (ou óleo mineral OPPA), que é a base para a fabricação do fluídos para a pulverização de inseticidas (óleo para pulverização agrícola).

Denominações do Óleo Parafínico

O óleo parafínico quando empregado pela indústria de borracha é chamado de óleo extensor para borracha porque ele contribui no amaciamento do polímero. Óleo para pulverização agrícola (ou óleo mineral OPPA) é o nome do óleo parafínico utilizado como veículo para a aplicação de inseticidas e pesticidas junto às lavouras agrícolas.

Óleo básico parafínico é como é conhecido o óleo parafínico utilizado pela indústria fabricante de lubrificantes, por ser um veículo de base para a fabricação dos lubrificantes industriais. Na produção de tintas gráficas e na lubrificação de fios e fibras na indústria têxtil, o óleo parafínico é chamado de óleo de processo parafínico. O óleo parafínico utilizado na indústria do beneficiamento e amaciamento do couro e pela indústria química é conhecido por óleo mineral básico parafínico.

Óleo mineral agrícola, óleo mineral vaselina líquida, óleo básico grupo I, óleo básico mineral, óleo básico lubrificante, são algumas das diversas denominações utilizadas quando se quer obter informações ou adquirir um óleo parafínico.

Óleo Parafínico onde encontrar?

A CADIUM LUBRIFICANTES possui uma linha completa de óleo parafínico em diversos graus de viscosidade e de pureza indicado para diversos tipos de aplicações protetivo para molde. A CADIUM LUBRIFICANTES possui uma equipe de técnicos e vendedores a disposição para ajudá-lo e indicar o melhor óleo parafínico para a sua aplicação. Óleo parafínico de baixa, média e alta viscosidade e outros óleos básicos naftênicos e óleos minerais brancos você encontra na CADIUM LUBRIFICANTES.

A CADIUM LUBRIFICANTES possui uma linha completa de óleo parafínico e óleo naftênico para necessidades diversas como a fabricação de borrachas, lubrificantes, graxas, tintas gráficas, antiespumantes entre outras aplicações. Consulte a CADIUM LUBRICANTES, pois além do óleo parafínico, do óleo naftênico, da vaselina sólida, possuímos uma diversificada linha de produtos para a manutenção industrial.

A CADIUM a mais de 15 anos vem distribuindo no mercado nacional o óleo parafínico que é adquirido diretamente das refinarias da PETROBRÁS, sem intermediários, por isso possuímos produtos de qualidade a preço competitivo.

Fispq Óleo Mineral Parafínico

A CADIUM LUBRIFICANTES possui uma completa linha de óleos básicos parafínicos, disponível em diversos graus de viscosidades (linha ALPAR), que você poderá conhecer melhor acessando o nosso site: www.cadium.com.br. Se você está precisando de dados técnicos sobre ou a Fispq do óleo mineral parafínico, entre em contato com a CADIUM LUBRIFICANTES, que a nossa equipe fornecerá as informações que você necessita.

Se você está precisando da Fispq do óleo mineral parafínico, ou para a aquisição deste produto, pois saiba que a CADIUM LUBRIFICANTES é uma indústria fabricante lubrificantes industriais que comercializa toda a linha de óleo parafínico e óleo naftênico da PETROBRAS.

A ficha técnica do óleo mineral parafínico ou a Fispq do óleo mineral parafínico você poderá solicitar entrando em contato com a CADIUM LUBRIFICANTES. A FISPQ do óleo mineral parafínico é um documento fundamental para de avaliar se está sendo fornecido um produto de qualidade e de acordo com a legislação vigente.

Preço Óleo Básico Parafínico

Preço óleo básico, preço óleo básico parafínico são perguntas frequentes que encontramos na internet e a melhor resposta para estas perguntas quem poderá dar é um distribuidor de óleo parafínico. Para fornecer o preço do óleo básico parafínico é necessário que seja informado qual é a viscosidade do óleo desejado, o volume a ser adquirido, em qual embalagem, o CNPJ ou CPF do comprador e o local em que este se encontra.

O preço do óleo básico parafínico pode variar de acordo com a viscosidade desejada, sendo que os óleos mais viscosos normalmente possuem os preços mais elevados. O tipo de embalagem também influencia no preço a ser cotado do óleo básico parafínico, pois quanto menor for o volume e a embalagem maior será o preço para a sua aquisição.

O preço do óleo básico parafínico que apresenta o melhor custo benefícios para os pequenos e médios consumidores é o fornecimento do produto a granel em IBC (contentores de 1m3) retornáveis. O preço do óleo básico parafínico varia de acordo com a alteração do preço do barril do petróleo, que tem a sua cotação balizada na cotação do dólar.

YouTube video